ESCOLA! E agora?

Quando soubemos que iríamos morar na Inglaterra, a minha principal preocupação era com a escola! Todos comentavam que seria muito tranquilo, principalmente para a Bella (5 anos), uma vez que ela estaria numa fase excelente para o aprendizado! Para a Nay (15 anos) também seria tranquilo, pois ela já fazia inglês há três anos.

Pois bem, vou começar com a Nay: ela realmente se adaptou super bem à escola, e está aprendendo e acompanhando o inglês perfeitamente! Estamos super orgulhosos dela! Ela frequenta o décimo ano, que corresponde ao primeiro ano do Ensino Médio no Brasil.

Já a Bella teve um pouco mais de dificuldade para se comunicar. Primeiramente, a escola foi muito receptiva e nos apresentou à família da também brasileira Mariana, mãe do Felipe e da Fernanda, que estudam na mesma escola, mas em salas diferentes. Achei ótimo, pois as crianças poderiam ajudar a Bella sempre que precisasse. Ela frequenta a sala que eles chamam de “Reception”, que antecede o primeiro ano do Ensino Fundamental.

A primeira semana foi super excitante! Ela ficou muito tranquila porque haviam muitas novidades, mas na segunda semana começaram os choros. E é aí que o coração de mãe aperta e começamos nossas tentativas em ajudá-la. Compramos diversos livros (ela sempre gostou muito de livros), baixamos diversos aplicativos para trabalhar a fala e escrita – todas as crianças da salinha dela já estão escrevendo! Além disso, diversos vídeos e músicas que ela já assistia, agora todos em inglês.

Mas a Bella é um pouco resistente e eu a entendo perfeitamente! Aqui as crianças ficam na escola das 9 horas da manhã até às 15 horas, e quando ela chega em casa não quer nem ouvir falar de outra língua que não seja a dela.
Com jeitinho, através da brincadeira (eu sou a aluna e ela é a professora), vamos aprendendo o inglês.

Após alguns dias conversamos com a professora e ela nos disse que a Bella já está cantando as músicas com os colegas, está interagindo bastante, que ela é muito boa em contas e com os sons. Isso nos deixou muito mais tranquilos, orgulhosos de seus avanços e com a certeza de que essas dificuldades irão passar logo!

Aqui eles usam muito a associação do som (fonema) à letra (grafema) e as crianças vão construindo as palavras de forma mais rápida! Eu, como fonoaudióloga, fico encantada com tudo isso!

Depois conto para vocês qual foi o desfecho desta história!

E vocês? Também passaram por momentos como esses? Por favor, compartilhem suas experiências aqui no blog!

IMG_1678

Primeira semana – vida de “madame”

Nossa primeira semana em York foi muito excitante: observar a arquitetura da cidade, as lindas paisagens, o clima muito frio, os castelos destruídos ou o pouco que lhes restam, os muros que cercam a cidade construídos há muito tempo, os costumes e hábitos, as ruas estreitas construídas quando os romanos habitavam este lugar, a comida. Tudo é encantador!
A princípio ficamos hospedados em um hotel por 4 dias e ali aprendemos um pouco sobre a riqueza deste lugar. Passeávamos o quanto conseguíamos caminhar, pois o vento contra o rosto é muito forte e não nos permite andar por muito tempo.
Compramos algumas coisinhas para sobreviver ao frio, meias térmicas, luvas, gorros, cachecóis, casacos mais pesados e botas mais quentinhas. Eram muitos camadas de roupas para suportar o frio ao caminhar pelo centro de York.
Enlouqueci em algumas lojas, mesmo em libra o valor das mercadorias aqui é muito baixo, comparado com o preço que pagamos no Brasil. Tive que me controlar, afinal vamos morar aqui por um ano!
Ao observar a população local, vemos que as pessoas, em sua maioria, são loiras ou ruivas de olhos azuis (muito bonitos por sinal)  e que se vestem muuuuito bem, mas uma coisa que me chamou bastante a atenção foi a quantidade de fumantes pelas ruas.

IMG_1594

Primeiro dia de um novo ano

E aqui começou nossa viagem, exatamente no dia 31 de dezembro de 2016! Muita ansiedade, muito choro de deixar os familiares e amigos para trás, um aperto ENORME no coração e um friozinho na barriga que parece não ter fim! Muitos sentimentos me passam à cabeça, muitos momentos bons vividos, mas agora será somente a nossa pequena família!

Estamos aguardando o avião que irá nos levar até a Inglaterra! Lá viveremos por um ano. Motivo: acompanhar o marido em sua carreira e levar as filhas para aprenderem inglês, e de quebra, também embarco nessa!
Quais são nossas expectativas para este novo ano? Aprendizado? Recomeço? Sucesso? Paz? Saúde? Segurança? Quais as nossas verdadeiras conquistas? Isso iremos descobrir todos juntos, em família, no ano de 2017!
E aqui começa nossa história……

IMG_1504